© 2019 Granola Talentos. Por Nomade.

TIÊ

Cantora e compositora de voz doce e letras sinceras, Tiê tem quatro discos lançados pela Warner Music: “GAYA” (2017), “Esmeraldas” (2014), “A Coruja e o Coração” (2011), e “Sweet Jardim” (2009).

 

“GAYA” foi concebido por Tiê, por André Whoong, sua cara metade artística e guitarrista da banda, e novamente por Adriano Cintra, herói do underground paulistano que foi carregado para o sucesso de massas com o estouro de sua banda Cansei de Ser Sexy, há uma década. Juntos, os três assinam a maioria das músicas e tocam a maior parte dos instrumentos do novo álbum, além de André e Adriano - ou “Adri”, como Tiê o chama - assinarem juntos a produção do disco. A cumplicidade dos três é percebida desde o primeiro instante - as cordas de “Mexeu Comigo” são arranjadas por André e o piano e o baixo da mesma música são tocados por Adriano - e é fácil notar que eles querem seguir um caminho que amplie ainda mais o potencial do disco anterior.

 

"Esmeraldas" foi produzido por Adriano Cintra (ex-CSS) e Jesse Harris (Norah Jones), tendo suas cordas, sopros e percussão gravados no estúdio de Harris em Nova Iorque. O álbum mantém a identidade musical de Tiê, com sua voz leve e tranquila, apresentando um amadurecimento em suas composições e letras, ao agregar a elas outras influências de melodias mais pesadas como as do folk e do rock 'n roll. A cantora pôde contar com as participações especiais de David Byrne, Guilherme Arantes e Mauro Refosco, entre outros.

 

"A Coruja e o Coração" por sua vez, teve além das participações de Jorge Drexler, Marcelo Jeneci e Karina Zeviani, as versões que Tiê fez para músicas de Thiago Pethit, Tulipa Ruiz e Calcinha Preta. A faixa autoral "Piscar o Olho", integrou a trilha sonora da novela "Cheias de Charme" exibida nacionalmente no Brasil.

 

"Sweet Jardim", seu álbum de estreia, apresentou a música intimista e direta da cantora, sendo tido posteriormente como um dos "50 álbuns que formaram identidade musical brasileira dos anos 2000".

 

O início de sua carreira foi tímido. Tiê é de família de artistas; sua avó, a atriz Vida Alves, deu o primeiro beijo na TV brasileira no ano de 1952 na extinta TV Tupi. Incentivada a trilhar carreira artística desde muito nova, Tiê fez dança, atuação e aulas de canto. Mas foi só bem mais tarde que teve sua iniciação de fato na carreira musical.

A cantora era dona de um brechó-café que era frequentado por muitos artistas. Foi em seu brechó que ela foi descoberta pelo consagrado cantor Toquinho, que a contratou como vocal de apoio. Foi com ele que Tiê aprendeu o lado profissional de ser artista e juntos fizeram shows pelo Brasil, América Latina e Europa.

 

Mas foi só depois de superar uma doença muito grave, em 2008, que Tiê se sentiu à vontade para compor sobre suas próprias histórias e cantar com a voz doce e sincera pela qual é reconhida até hoje.

Tiê sempre soube que a ascenção de sua carreira não seria meteórica. Por isso manteve e mantém seu pé firme no chão, construindo e crescendo de forma lenta, mas com bases sólidas.

 

Entre 2015 e 2016, Tiê conquistou seu primeiro hit. A faixa “A Noite” ganhou projeção nacional ao ser incluída na trilha sonora da novela "I Love Paraisópolis", sendo bem recebida pelo público e se tornando uma das músicas mais tocadas no país, além de se destacar no ranking do iTunes e ter quase 100 milhões de visualizações em seu videoclipe no Youtube.

 

Tiê já se apresentou nos festivais Rock In Rio em Lisboa (Portugal), Madrid (Espanha) e no Rio de Janeiro; South By Southwest (EUA), Primavera Sound em Barcelona (Espanha), Planeta Terra (SP), Coquetel Molotov (Recife) e Festival de Inverno de Garanhuns (PE). Mais recentemente, em 2018 tocou no Lollapalooza Brasil (SP) e no Brasil Summerfest (EUA). Em 2012, a artista abriu o Réveillon Paulista ao se apresentar para um público de 2 milhões de pessoas na Av. Paulista (SP) e em abril de 2016, teve a oportunidade de abrir os dois shows que a banda Coldplay realizou no país, um no Allianz Parque em São Paulo, para mais de 45 mil pessoas, e o outro no Maracanã (RJ), para aproximadamente 49 mil pessoas. 

 

Ao vivo, Tiê interage com seu público e sua banda através de seu estilo leve e sincero, compartilhando histórias autobiográficas e até piadas entre uma canção e outra, passando por momentos densos e dançantes durante seu show.

Siga
TIÊ

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Spotify